A Topografia e a Fotogrametria

12-06-2021

Os avanços da topografia e a fotogrametria

Como seria marcar terrenos no passado, onde não existia ainda o conhecimento da topografia?

Foi justamente da necessidade de realizar as medições de áreas que a topografia surgiu no Antigo Egito. Relatos de métodos de medição e análise do solo datam dessa época, "Um pouco de História da topografia". A topografia surgia, então, como método científico de estudo dos acidentes geográficos, medição do terrenos, localização, situação, variações do relevo.

Os Equipamentos

Ao longo dos anos, a ciência da topografia vem se aprimorando. Novos equipamentos surgiram para tornar possível a análise do solo com maior precisão e confiança, a exemplo do Teodolito, Estação Total, Nível Topográfico e mais recentemente, o GPS de precisão (popularmente conhecido como GNSS RTK).

A Estação Total é ainda o mais utilizado atualmente. Nos cursos técnicos e superiores a ferramenta é usada como referência nas aulas, indicando que os profissionais formados terão aquele aparelho como uma ferramenta de seu trabalho,

A Fotogrametria

Mas, era necessário uma maior precisão dos levantamentos planialtimétricos e a realização de cadastro em áreas muito extensas. As tecnologias existentes não atendiam à essa expectativa. Era preciso preencher essa lacuna no mercado e desenvolver novos métodos para contornar o problema.

Uma alternativa bastante inovadora vem tomar conta do cenário da Engenharia civil: a fotogrametria, a criação de um objeto tridimensional usando imagens feitas a partir de máquinas fotográficas convencionais. Porém, esta técnica não é nova, já vem sendo utilizada por aviões e satélites há muito tempo. A novidade entretanto, se deu pela introdução dos Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT) ou (UAV) ou ainda popularmente conhecidos por drones, consequentemente uma tecnologia muito mais barata, prática e funcional!

Alguns dos fatores que tornaram popular o uso desta técnica na topografia seriam: economia de tempo, diminuição de custos com a mão-de-obra, qualidade superior do produto final e a redução dos riscos das equipas e, campo. Também atuam como propulsores à popularização dos drones, a evolução da máquina fotográfica digital e o avanço dos softwares de processamento. Além disso, tais ferramentas fizeram crescer discussões sobre o tema que por sua vez, aumentaram as informações em sites especializados, blogs, redes sociais entre outros canais de comunicação.

Em consequência disso, documentos que explicam de forma clara e objetiva como podemos manusear os equipamentos tornaram-se muito acessíveis. Esses são alguns dos motivos que estão fazendo os Geógrafos, Cartógrafos e Topógrafos e outras pessoas desta área das ciências geográficas optarem pela fotogrametria.

O mercado já percebeu que a fotogrametria rapidamente provou ser uma ferramenta muito eficiente em campo. Menos tempo, menos esforço, menos perigo e mais qualidade reunida em uma única técnica. Algo que antes tinha um custo alto, tornou-se acessível e relativamente fácil de manusear em pouco tempo, mostrando-se uma arma forte no ramo da topografia.